Golden Retriever

A pelagem é de tamanho médio, vai do dourado até o creme. Possui um porte atlético, constituição simétrica e harmoniosa, dorso curto com um tórax poderoso, costelas longas e bem arqueadas e linha superior do dorso direita. Cabeça e crânio equilibrados, com um stop pronunciado (chanfradura nasal, isto é, o desnível entre a testa e a base do nariz).

Seu temperamento é calmo. É excelente para atividades físicas como o agility, que é uma das formas que os proprietários tiveram para uma maior integração com seus cães, que estão sempre prontos a agradar e obedecer. Por ter um excelente olfato é muito usado para farejar drogas e como guia de cegos, além de ser um cão de temperamento equilibrado. Procure sempre adquirir o Golden de um criador sério que tenha feito controle de temperamento e displasia. Além disso uma certa dose de exercício diário é importante para a raça.


País: Escócia e Inglaterra

Função Inicial: Caça

Altura: Machos: 56 a 61 cm;
Fêmeas: 51 a 56 cm.
Peso: 30-40 kg

Índole:  obediente, inteligente, possui natural habilidade para o trabalho, amável, amigo e confiável.  É atencioso, companheiro, carinhoso  e fiel , também poderá ser criado para a terapia.

Golden Retrievers “foram desenvolvidos” na Grâ Bretanha em meados do século XIX, através de cruzamentos seletivos e bem elaborados pelo “pai da raça”, Sr. Lord Tweedmouth.

Ele usou para a formação da raça, Tweed – Water Spaniel (hoje extinta), Terra Nova, Setter Irlandês e segundo alguns (não comprovado) Bloodhound. Até 1952 a história “mais glamorosa” do inicio dos Goldens, que se contava era que em 1858, o Escocês Sir Dudley Majoribanks, mais tarde conhecido como Lord Tweedmouth, estava em visita à cidade inglesa de Brighton. Quando viu em um circo uma troupe de cães pastores Russos executar truques e performance que encantou o Britânico, ao qual de imediato tentou comprar um casal. O instrutor dos cães não venderia um par, reivindicando que este quebraria a troupe. Assim sendo Majoribanks comprou o lote, todo, oito cães, levando-os a sua propriedade, “Guisachan,” na Escócia, dando assim o inicio da raça.